SAC LOJAS: (12) 3925-2628 | SAC E-COMMERCE: (12) 3932-1455

Chip da beleza – Este procedimento estético é seguro? 

Saiba como surgiu o chip da beleza, como ele funciona e quais são os efeitos colaterais que o método pode causar.  

Estátua de porcelana com fatias de pepino nos olhos e uma espinha na testa para representar o chip da beleza
Fonte: Pinterest

No mundo da estética, procedimentos estéticos que prometem ótimos resultados estão sempre surgindo em clínicas nacionais e internacionais, e o chip da beleza é um deles. 

O implante hormonal, conhecido como chip da beleza, está em alta entre famosas e influencers gerando polêmicas sobre seus resultados, benefícios e efeitos colaterais. Continue lendo e descubra tudo sobre este procedimento!  

O que é o chip da beleza? 

Para começar, precisamos deixar claro que o chip da beleza não é um chip de verdade. Feito de silicone em formato pequeno de 3 a 5 cm, o objeto somente se assemelha à um chip de operadora de celular. 

Na verdade, o método é um implante hormonal que contém gestrinona e outros hormônios esteroides. O procedimento, inicialmente, foi criado para tratar enfermidades, como endometriose, menopausa e hipermenorreia.  

Ao passar do tempo, a indústria da beleza observou que o uso desse implante também trazia resultados estéticos, emagrecimento e aumento de massa muscular, por exemplo. A partir deste momento, o chip da beleza ganhou fama após celebridades e influencers o utilizarem, como a influenciadora, youtuber e empreendedora Virginia Fonseca.  

Como o chip da beleza funciona?  

O chip feito de silicone, mesmo material usado em próteses mamárias, é implantado no corpo, geralmente, na região dos glúteos e abdômen. O implante é feito de substâncias personalizadas para cada caso, ou seja, é feito de acordo com o resultado que a cliente deseja. 

Quando o implante já está introduzido, o chip libera suas substâncias em doses lineares no corpo. O tempo de uso do implante varia de acordo com os hormônios presentes nele, o que pode durar de 5 meses até 3 anos.  

Para que serve o chip da beleza? 

O chip da beleza promete gerar muitos resultados estéticos e hormonais, os principais benefícios esperados são: 

  • Emagrecimento; 
  • Elevação da libido; 
  • Maior disposição física; 
  • Aumento de massa muscular. 

Vale lembrar que como o implante é customizável e cada pessoa possui organismo diferente, o resultado de cada procedimento pode ser distinto. 

Quanto custa o chip da beleza? 

No Brasil, o valor do procedimento custa, aproximadamente, de RS 3.000 a R$ 8.000, o preço varia de acordo com o hormônio utilizado no implante.  

Efeitos colaterais do chip da beleza 

Existem diversos efeitos colaterais ao usar o chip da beleza. Por ser customizável e não ter uma regulamentação comprovada, cada pessoa pode ter reações diferentes. 

Veja os principais efeitos colaterais:  

  • Aumento da acne; 
  • Queda de cabelo; 
  • Mudança no tom de voz; 
  • Hiperglicemia; 
  • Crescimento do clitóris; 
  • Aumento de pelos pelo corpo. 

Muitas famosas já utilizam o chip da beleza e seus resultados se divergem. A atriz Deborah Secco e a modelo Mirella Santos fizeram uso do implante e tiveram bons resultados, principalmente sobre dores menstruais. Já a cantora Flay e a influencer fitness Juju Salimeni, divulgaram que obtiveram resultados insatisfatórios, como o aumento excessivo de acne.  

O chip da beleza é seguro? 

Não há registro sobre o chip da beleza na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ou seja, não existe um órgão avaliatório de segurança e qualidade para este procedimento no Brasil. 

Com isso, os implantes que estão disponíveis no país não são confiáveis, já que não possuem bula, estudos científicos e eficácia comprovada de seus resultados.  

O que você achou sobre o polêmico chip da beleza? Deixe nos comentários qual é a sua opinião sobre este procedimento estético.  

Tags

Deixe seu comentário

WhatsApp Icon Quero comprar produtos de moda.