SAC LOJAS: (12) 3925-2628 | SAC E-COMMERCE: (12) 3932-1455

Piercing na orelha: o que você precisa saber antes de colocar?

Existem diversos tipos de piercing na orelha e cada um tem um nome e aplicação diferente. Será que você sabe qual deles mais combina com o seu estilo?

O piercing de orelha é um acessório bastante usado por quem tem personalidade e gosta de manter um estilo próprio. Mas não pense que ele é só para quem quer chamar a atenção pelo visual, já que existem diversos modelos, desde o mais chamativo até o mais discreto.

metade de rosto de uma mulher, mostrando a orelha com vários piercing
Fonte: Glamuor

E já que você chegou até aqui, será que você conhece a história por trás desse acessório?

Não é possível dizer, com exatidão, quando surgiu o piercing, mas o que se sabe é que ele foi adotado por civilizações antigas e teve um significado diferente em cada uma delas. Veja alguns exemplos:

  • Para os romanos, o piercing era um adorno que transmitia a sua vaidade;
  • Já para os maias e astecas, ele era uma forma de expressar a sua fé, sua religião;
  • Enquanto isso, os egípcios e indianos carregavam perfurações em diversas partes do corpo para exibir suas castas ou posições de hierarquia.

Lá pelo século XIX o uso do piercing foi deixado de lado e até começou a ser discriminado, voltando a se tornar popular por volta dos anos 1960, graças ao movimento hippie.

Mas nós só te contamos essa história para você saber que não importa a sua escolha e o seu estilo, hoje vivemos em uma sociedade onde o acessório se tornou tão comum, que você pode adotar vários estilos e filosofias ao mesmo tempo, e até mesmo criar a sua!

Conheça os tipos mais comuns de piercing na orelha:

  • Hélix
  • Tragus
  • Transversal
  • Rook
  • Daith
  • Conch
Imagem com a localização de cada tipo de piercing na orelha
Fonte: Artcocojoias

Helix

Esse é o tipo mais popular, usado na parte superior da orelha. Aqui no Brasil esse tipo de perfuração é mais conhecido como piercing de cartilagem.

Piercing helix feminino
Fonte: Shopee
Piercing helix masculino
Fonte: Pinterest

Uma variação desse piercing é o Low Helix, que é colocado na ponta da orelha, no final do lóbulo. E existe também o Anti Helix, que fica na região proporcionalmente inversa ao Helix, onde costumam ser usados como uma sequência, com duas ou mais perfurações.

Tragus

O piercing no tragus é colocado na pele que fica na frente do canal auditivo e costuma ter uma perfuração bastante dolorida para algumas pessoas, por ser em uma cartilagem mais firme na parte interna da orelha.

Piercing tragus feminino
Fonte: Vetyvet
Piercing tragus masculino
Fonte: Pinterest

O Anti Tragus é aplicado exatamente em frente ao tragus, embora não seja tão comum por aqui, além de demorar mais para cicatrizar. Normalmente é usado para criar composição com os outros furos.

Transversal

Ele também é chamado de piercing industrial, com dois furos e uma haste que atravessa a parte superior da orelha.

Piercing transversal  feminino
Fonte: Pinterest
Piercing transversal  masculino
Fonte: Pinterest
Piercing transversal
Fonte: Pinterest

Rook

Esse tipo de piercing já é bem mais específico e nada democrático, já que é colocado em uma dobrinha protuberante que não é todo mundo que tem na orelha. Devido à espessura da cartilagem, é um dos mais difíceis de furar.

Piercing rook feminino
Fonte: Pinterest
Piercing rook masculino
Fonte: Preview.redd.it

Daith

O daith piercing vem ganhando bastante popularidade nos últimos anos, graças ao efeito analgésico que é percebido por muitas pessoas que usam esse modelo. 

Embora diversos médicos digam que não há nenhuma comprovação científica de que ele realmente seja eficaz, muitos adeptos do daith, que passa pela dobra da cartilagem interna da orelha, relatam que o acessório ajuda a aliviar fortes dores de cabeça.

Piercing daith feminino
Fonte: Infinitebody
Piercing daith masculino
Fonte: Picturesoflily

Conch

Ele se tornou tendência nos últimos anos, sendo bastante comum encontrar pessoas que colocaram vários, bem perto um do outro. 

O furo é feito no conch, uma cartilagem na parte interna da orelha, que é atravessada pela joia, com uma ponta ficando na parte da frente e outra na parte de trás da orelha. Nada discretos, mas muito estilosos.

Piercing conch
Fonte: Pinterest
Piercing conch  feminino
Fonte: Studioxiii.tattoo
Piercing conch modelo argola  feminino
Fonte: Marinapiercing
Piercing conch discreto feminino
Fonte: Gabiramalho

Tipos de joias

Existe uma grande variedade de joias, como os brilhantes, estrelas, pedrarias e corações, mas as mais comuns são as argolas. Um modelo bastante usado é a argola em formato de coração.

Com relação aos materiais, existem joias de prata, ouro, titânio, aço ou banhadas a ouro. A escolha deve ser feita com bastante cuidado, considerando um material de qualidade, que não escureça com o tempo e que não cause alergias ou infecções.

Diferente do que acontece com os brincos, o piercing não foi feito para ser retirado e colocado com facilidade. 

Varios modelos de Piercing
Fonte: Shopee

Dói para colocar piercing?

Essa é uma dúvida bastante comum e, por isso, fizemos um resumo para te ajudar. Mas lembre-se: a sensação de dor é relativa, já que cada pessoa tem mais ou menos sensibilidade em determinadas regiões do corpo.

Piercing que mais dói:

  • Daith;
  • Microdermal (que é aplicado na superfície da pele, sem ponto de saída);
  • Piercing de mamilo;
  • Transversal.

Piercing que dói menos:

  • Lóbulo da orelha;
  • Umbigo;
  • Nariz;
  • Lábios. 

Cuidados após a aplicação do piercing na orelha:

  • Limpar e secar bem o local, logo após a aplicação, com álcool 70%, soro fisiológico ou um antisséptico que tenha sido indicado pelo profissional;
  • Não mexa na área aplicada com as mãos sujas, para não correr o risco de contrair bactérias e infecções;
  • Evite atritos no local nas primeiras semanas, que podem ser provocados por roupas, dormindo sobre a orelha ou enroscando o cabelo na joia;
  • Priorize alimentos que ajudem a imunidade e a cicatrização, como peixes, vegetais e sementes. Alimentos mais pesados, como carnes gordurosas ou frituras, tendem a ser prejudiciais nessa fase;
  • É normal sentir algum tipo de desconforto nos primeiros dias, mas se o local ficar inflamado, com secreção ou sinal de quelóide, procure um médico imediatamente;
  • Evite perfumes, cremes e maquiagens na região, até cicatrizar totalmente;
  • Não use argola como primeira joia após a perfuração. Uma joia reta é mais estável e tem menos chances de enroscar em algum lugar e acabar machucando;
  • Antes de perfurar a orelha, certifique-se de estar com as vacinas atualizadas contra hepatite e tétano.
  • Mantenha a área perfurada limpa e seca durante o primeiro mês.

Tomando esses cuidados, o piercing tem tudo para ficar lindo e a sua saúde em segurança. Que tal já escolher o seu? 

Tags

Deixe seu comentário