SAC LOJAS: (12) 3925-2628 | SAC E-COMMERCE: (12) 3932-1455

Criptomoedas – Por que todo mudo tem falado sobre elas?

Você já ouviu falar sobre Criptomoeda? A modernidade abriu espaço para muitas inovações e as moedas digitais são uma delas.

Representação ilustrativas das moedas bitcoin e ethereum
Fonte: Canva

Caso você não conheça esse recurso digital, fique tranquila! Elas são seguras e podem se tornar seu novo recurso preferido! Além disso, elas são extremamente descomplicadas e vantajosas.

Mas o que são criptomoedas?

Elas são moedas digitais não emitidas pelo governo. Ou seja, elas são virtuais (não possuem representação física) e são geradas pelo próprio mercado.

Isso faz com que sejam universais, podendo ser usada como forma de pagamento em qualquer lugar do mundo sem a necessidade de mediadores no processo (bancos, taxas, máquinas de cartão de crédito, etc)! Ou seja, descomplicadas e práticas.

Fundo preto com gráfico indicando resultados crescentes
Fonte: Canva

Por ser fundida pelo próprio mercado, ela não está sujeita à inflação e decorrente desvalorização. Ao contrário, elas tendem cada vez mais a valorizam com a passagem do tempo. Uma boa justificativa para investir nelas, não é?!

Um pouco sobre a história das moedas virtuais

Você pode até não conhecer o termo “criptomoedas”, mas aposto que você tem ouvido muito sobre “Bitcoin”. E sabe por que? Esta foi a primeira criptomoeda inventada.

Lançada em 2008, por Satoshi Nakamoto, a Bitcoin criou o que mais tarde seria reconhecida por especialistas como a maior invenção tecnológica desde o advento da Internet.

Fundo em coloração bronze com duas moedas representando bitcoins
Fonte: Canva

Mas o que deu a ela esse status? Ela simplesmente revolucionou o sistema monetário de uma forma como nunca alguém havia conseguido até então, trazendo um sistema de dinheiro digital e descentralizada, que não é emitida ou mesmo controlada por um órgão específico, seja público ou privado, e sim pelos próprios integrantes da rede.

Quando ela se popularizou?

O grande marco para as criptomoedas se deu de uma forma inusitada, e até cômica,
quando o programador húngaro Laszlo Hanyecz, em junho de 2010, resolveu oferecer
10 mil Bitcoins, cerca de 200 dólares na época, para quem lhe trouxesse duas pizzas.
Quatro dias se passaram e não houve interessados, até que um usuário conhecido como
“Jercus” viu o anúncio.Ele gastou 40 dólares em duas pizzas e as entregou a Laszlo.

Hoje, esses 40 dólares valem mais de 300 milhões de dólares, mais de 1 (um) bilhão de reais. Literalmente as pizzas mais caras do mundo, não acha?

Esse episódio é conhecido até hoje como o “Bitcoin Pizza Day” e aconteceu em 22 de
junho de 2010, dado origem a primeira transação comercial envolvendo criptomoedas.

Foi assim, então, que teve inicio a Era da Cripto.

Vamos falar sobre números?

A próxima dúvida que você pode ter agora é: como as criptomoedas valorizam?

E a resposta dessa pergunta também serve para responder o porquê moedas convencionais desvalorizam. São dois os principais fatores:

  • Usabilidade
  • Quantidade.

Por exemplo: uma moeda como o real só pode ser usada dentro do Brasil e, caso você queira comprar algo de outro país, terá que converter seu dinheiro, pagando taxas de câmbio, gastando muito mais do que o valor esperado.
Além disso, existe muito dinheiro circulando, e isso, em conjunto com a inflação e as instabilidades políticas – econômicas, impactam de forma nem tão positivas. Fato este, que as moedas digitais não precisam se preocupar, já que: uma bitcoin no Brasil, tem o mesmo valor nos Estados Unidos ou qualquer outro país.

E, se isso não fosse o bastante, existe pouca quantidade de criptomoedas no mercado, principalmente se compararmos com o dinheiro tradicional. Somando isso ao fato de que inflações e instabilidades pouco interferem no mundo cripto, elas se tornam cada vez mais valiosas e requeridas.
Em outras palavras: ter criptomoedas também serve para rentabilizar o seu dinheiro e esse processo recebe o nome de Staking.

Novas moedas

Até agora só falamos da primeira moeda inventada: Bitcoin. Mas é sempre bom lembrar: ser a primeira não quer dizer ser a melhor.

Com o passar dos anos, outras foram surgindo e se adaptando cada vez mais às necessidades de quem as usa.

Porém, como nem tudo são flores, é importante ressaltar alguns fatores de atenção para as novas moedas que surgem ao longo dos dias:

– Difícil mineração

– Baixa velocidade de transação

Pensando nisso, a nova moeda do mercado, surge com o propósito de realizar mineração de forma segura e eficaz, além de prometer eliminar a baixa velocidade no momento da transação. Nós estamos falando da KAHSH, um novo marco no Universo Cripto.

Imagem em tons de roxo e azul representando uma rede de computadores ligada a um desktop
Fonte: Kahsh

Ficou curiosa e quer conhecer mais sobre esse universo libertador e rodeado de inovação? Se inscreva na nossa Newsletter e faça parte do nosso clube. Por lá você irá receber materiais, vantagens e promoções exclusivas. Nos vemos por lá!

Tags

Deixe seu comentário